quarta-feira, outubro 12

Mais Poesia Ordinário-Erótica

LEONOR VAI À FONTE

Descalça vai à fonte a puta da Leonor
Vai lavar a rata por causa do calor

Mas como a água fria nunca tirou a tesão
A rata até se babava para levar com o sardão

Manel apareceu saltando do arbusto
Tinha entre as pernas um marsapo de meter susto

Leonor fugiu ladeira acima afagando sua snáita
Não fosse ela ficar possuída e querer tocar gaita!!!

Etiquetas:

5 comentários ordinários e completamente abrutalhados:

At 3:10 da tarde, Anonymous Catatau said...

Decididamente: tens de fazer uma (com)pilação desta poesia eró(pita) toda! "Cais" Bocage, "cais" bota da tropa cheia de minhocas!...

 
At 11:30 da tarde, Blogger Tongzhi said...

Parti-me a rir com esta poesia :)
Parabéns e venham mais!!!!

 
At 5:02 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Epa esta ta fabulosa. Como inventas isso tudo?

 
At 10:54 da tarde, Anonymous Filipa said...

Divinal!... :D

 
At 11:11 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Muito boa. Manda mais.

 

Enviar um comentário

<< Home